segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Extraordinário - Resenha do filme


Oi amados leitores do blog, vivo sumindo por aqui, mas sempre que vejo algo que preciso expressar minha opinião ou simplesmente compartilhar com vocês, eu reapareço. Antes de mais nada quero dizer a todos que começou o inverno no Japão, e hoje foi o dia com o vento mais frio até  agora. E com o inverno vem aquela preguicinha saudável do fim de semana rsrsrsrs. Aproveito para hibernar entrando debaixo das cobertas e fazendo dos meus dias de folga, dias de assistir filmes. 

Atualmente tenho assistido muitos filmes, de suspense que são meus favoritos, mas também um pouco de ação, comédia, drama... enfim, estes últimos tempos tem sido o meu momento e de meu marido, que também ama filmes, aproveitarmos para vê boas histórias.
 

Sei que o filme do momento, e o que tem sido mais falado nos últimos tempos, é  o extraordinário, e sim, acabei de assisti-lo. A imagem não estava tão boa, mas o trailer do filme me deixou bem curiosa e decidi assistir assim mesmo. 
Como se sabe o drama conta sobre a vida de Auggie Pullman (Jacob Tremblay) um garoto que nasceu com uma deformação facial e mesmo tendo passado por  27 cirurgias plásticas não conseguiu ficar com a face como de uma pessoa dita como “normal” (como conta o filme). Até seus 10 anos o garoto estudava em casa auxiliado por sua mãe (papel vivido pela atriz Julia Roberts). O filme começa a se desenrolar quando os pais decidem colocá-lo em uma escola regular para que ele possa aprender mais e também conviver com outras crianças. Em segundo plano na trama se desenrola os dramas adolescentes da irmã de Auggie, Via Pullman (vivida pela atriz Izabela Vidovic). 


Como não vou irei apresentar spoiler nesta resenha, vamos aos fatos do que eu achei do filme. O filme levanta a bandeira anti-bullyng, portanto totalmente atual, pois o tema vem sendo debatido em escolas do mundo inteiro. Outro ponto bem bacana levantado no drama são os temas família e amizade, trabalhando muito a questão da gentileza gerando gentileza


Confesso que esperava algo mais Extraordinário, como não tive a oportunidade de lê o livro, criei minhas expectativas com base no que eu queria vê,  mas o que o que o filme nos mostra é uma criança se descobrindo e deixando que outros o descubra também da maneira como ele é.  Portanto, o filme foca o primeiro ano de escola de Auggie e o trabalho com as diferenças e o novo é bem focado na trama. Posso confessar que caiu um cisco no meu olho em algumas partes do filme. Então, o que posso dizer é que espere pelo inesperado e saiba apreciar a obra do autor como ele quer. Ou seja, não vá ao cinema com teorias prontas de como vai ser o filme, para não ter surpresas. A unica coisa que posso dizer e que vale a pena assistir sim. 


0 comentários:

Postar um comentário

 
TYCI OKABAYASHI © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. DESIGN E PROGRAMAÇÃO POR DESIGNLC. imagem-logo